voltar ao blog

Você está acomodado (a) com algo na sua vida?

30 de julho de 2016 Artigos

Olá pessoal, tudo bem?!

Essa semana recebi um vídeo do Padre Fábio de Melo, em um grupo do WhatsApp, em que ele falava sobre os impactos da vida “mais ou menos”.

A essa altura vocês já devem estar se questionando se eu sou católica, se eu gosto do Padre Fábio de Melo, se você viu ou não o vídeo e, ainda, o que é que isso tem a ver com o coaching…

Bom, eu sou católica, mas também acredito em muitas outras coisas…Acredito que Deus habita em todos nós e se manifesta de diferentes formas para cada um. Gosto do Padre Fábio de Melo e, principalmente, da forma como ele interage com o público, trazendo à tona a sua mensagem. E sim, o vídeo é incrível e tem tudo a ver com o coaching.

A vida “mais ou menos” a que ele se refere é a vida confortável, onde tudo poderia estar bem melhor, mas do jeito que está, está muito bom, afinal de contas você possui mais do que a maioria da população e, muitas vezes, até mais do que um dia poderia imaginar. Só tem uma coisa: vida confortável não é sinônimo de vida feliz.

Você pode ter um trabalho confortável, trabalhar em uma empresa bacana, ter um bom salário, benefícios e, mesmo assim saber que esse não é o trabalho que você gostaria de ter.

Você pode ter um casamento confortável, estável duradouro e, mesmo assim sentir que falta algo na sua relação.

Você pode fazer exames e comprovar uma boa saúde e, mesmo assim sentir que precisa avançar com a sua qualidade de vida, alimentação e exercícios físicos.

Você pode se sentir equilibrado e, ainda assim ter vontade de meditar, viajar e, mesmo de encontrar tempo para estar ao ar livre, com familiares os amigos.

Mas, se isso acontece, o que nos afasta de tudo isso que queremos obter nas nossas vidas?

É exatamente o conforto. E atrapalha porque mascara o que queremos em essência, fazendo parecer que não somos merecedores ou mesmo que é, até injusto querer mais do que você já tem. E não estou falando aqui apenas do querer relacionado a coisas materiais, mas sim de realizar objetivos e sonhos pessoais.

Se você já conseguiu alcançar tudo o que sempre sonhou, parabéns. Feche os olhos e agradeça por tamanha abundância e autocompromisso. Se não, o que você quer na sua vida? E o que te impede de conquistar o que você quer? Faça uma análise de como estaria a sua vida se você já tivesse alcançado o que tanto quer. O que seria diferente? Quem estaria ao seu lado, onde você estaria? Como estaria o seu corpo? O que você estaria pensando? Quem sentiria orgulho de você?

A zona de conforto é uma zona muito perigosa de ficar porque ela pode te paralisar, mesmo que você saiba que quer e pode mais. E sair do que está confortável é, em si, desconfortante, não é? Mas não existe fórmula mágica, para conseguir o que você ainda não conseguiu, tem que agir como você nunca agiu.

A notícia boa é que você pode começar pequeno, mudando a sua mentalidade e criando ações pequenas e sequenciais. Basta que você escolha e aja com disciplina e congruência com o que você quer realizar.

É como uma semente, que para gerar frutos precisa ser regada todos os dias, até que os frutos apareçam. O que na sua vida hoje é mais ou menos? O que você vai escolher fazer para tornar esse “mais ou menos” em algo extraordinário?!

Comece entendendo que o sentido da vida é a evolução e que você merece ter abundância, em tudo na sua vida. Depois, substitua um hábito ruim (aquele que não te favorece) por um hábito que contribua com o que você quer realizar e tome uma ação concreta. Você só precisa dar um passo para sair de onde está. Apenas um passo para sair da zona de conforto e entrar na zona de aprendizado, onde a mágica e as possibilidades acontecem.

Quando o universo perceber que você está em mudança, tomando as ações necessárias para a evolução, ele vai se encarregar de te trazer o segundo passo. Eu te asseguro.


voltar