voltar ao blog

Ensinamentos de Prem Baba

13 de dezembro de 2017 Notícias

[Ensinamentos de Prem Baba, no evento de ontem]

Ontem, tive a honra e o privilégio de estar presente na Cidade das Artes e ouvir o líder espiritual Prem Baba.
Tenho acompanhado o seu trabalho há algum tempo e, confesso que sua fala mansa, simples e risonha ressoa dentro de mim. Ele não fala de religião, mas de espiritualidade…e de uma espiritualidade sentida, que começa no silêncio e segue no autoconhecimento.

Curiosa que sou, sempre tive fascinação por gurus, líderes espirituais e grandes mestres. Jesus Cristo, Maria, Buda, São Francisco de Assis, Ganesha, Krishna, Madre Teresa de Calcutá, Alan Kardec, Dalai Lama, Gandhi e tantos outros que não citei e, que talvez eu ainda nem conheça, mas que nos deixaram mensagens e ensinamentos tão importantes e necessários.

Passei muito tempo me perguntando sobre o papel de um guru, de um líder espiritual, de um grande mestre para a humanidade, independentemente de sua religião e, pra mim, a resposta é simples.
Um guru, líder espiritual ou um grande mestre é alguém que faz com que você se conecte com você mesmo, com a sua verdade, com a divindade que existe em você. É alguém que está a serviço, que coloca luz nos seus questionamentos e te desafia a ser um ser humano melhor, alguém que te incentiva a olhar pra dentro de você para reconhecer a sua verdadeira essência: o amor, essa inteligência criadora que se manifesta em cada um de nós e, em todos nós.

Reproduzir todos os ensinamentos e emoções que tive ontem na palestra do Prem Baba é impossível, mas queria deixar para vocês, principalmente para os que não conseguiram estar lá ontem, algumas percepções importantes trazidas por ele.

1) Propósito. O propósito, como costumo dizer para os meus clientes e alunos, é o amor manifestado por meio de você. Para Prem Baba, o propósito é um Programa de Realização da Alma, quando existe uma expansão de espírito das suas capacidades cognitivas e você se coloca à serviço;

2) O propósito tem a capacidade de transformar a sua vida e o mundo. Segundo Prem Baba, o propósito é o canal que pode propiciar o trânsito do egoísmo para o altruísmo. Sim, porque ele é o amor que passa por você para chegar no outro. Precisamos acordar o amor em todas as dimensões, ter compaixão. Quando não há compaixão, há injustiça. A cultura do propósito gera uma cultura de paz, que por sua vez gera a cultura de prosperidade e união;

3) Você não aprende a amar, simplesmente porque você é o amor (Tapaaaa na cara!). O que você aprende no silêncio e no processo de autoconhecimento é a desodiar, a esvaziar-se;

4) O propósito é o início do autoconhecimento, pois é o sentimento de desencaixe que forma os alicerces para a autodescoberta. O propósito gera o fim de uma guerra: o fim da guerra de nós contra nós mesmos;

5) Confie na sua intuição. Permita-se ser um canal para o seu propósito. Confie na sua intuição e no seu coração. A intuição é a voz do silêncio;

6) Observe o fluxo, mas não se perca nele. Cuidado com a mente, ela adora nos levar para um lugar de culpa, de vergonha, de raiva, de impulso, lugares de inconsciência;

7) Não caia na armadilha da ansiedade. Já atendi várias pessoas desesperadas pra encontrar o seu propósito (entendo completamente o sentimento de desencaixe e de urgência, porque já estive nesse lugar). Elas me perguntavam: “Juliana, você, como Coach, vai achar o meu propósito?” A minha resposta sempre foi: vamos trabalhar juntos para que você desperte para quem você é e, desse lugar, possa encontrar o seu propósito ou ter sinais dele. Para Prem Baba, o propósito é uma fragrância do seu eu verdadeiro e, encontrá-lo é uma tarefa para buscadores, requer tempo, dedicação, reconhecimento das suas vulnerabilidades e uma vontade genuína de servir o mundo com generosidade;

8) Quando você é desviado do seu caminho, do seu propósito, você se magoa, com você próprio e com o outro. Acolha a sua dor até que você cresça em compreensão e, depois em perdão. Você vai se sentir frustrado, é desafiador saber lidar com a frustração, com a desonestidade, com a humilhação, com a inveja e etc. Sinta raiva, chore. Mais vale uma raiva verdadeira do que um sorriso falso. Sentimentos reprimidos são um veneno, causam acidentes, traumas e se transformam em doenças. Ao invés de raiva, orgulho, ressentimento e etc., transmita bênçãos, que são desejos sinceros de que o outro seja feliz, de que o outro se realize;

9) Já sabe qual é o seu propósito mas ainda não consegue viver dele? Seja grato por ter uma atividade que te apoie a pagar as contas, permaneça fazendo o seu silêncio interno e planeje e vida que você quer ter, vai acontecer no tempo certo, à medida em que você for despertando;

10) Se você, por outro lado, não faz ideia de qual seja o seu propósito,
me procure (esse é o foco do meu trabalho como Coach) e faça algum trabalho voluntário. Prem Baba fala que ações generosas e desinteressadas são uma forma de oração, além de ressaltarem as suas virtudes, que são pistas para o seu propósito (se quiser fazer trabalhos voluntários aqui no Rio, me procure, como Embaixadora Brasileira de Paz e Prosperidade do GPPI posso te apresentar trabalhos, grupos e pessoas lindas que fazem o bem).

Se você chegou até aqui, obrigada por ler esse texto gigante. Que você encontre o seu propósito, sirva o mundo com ele, perdoe, tenha compaixão e manifeste todo amor que te constitui.

Com amor.


voltar